Propaganda Google:
Propaganda Google:

Eliminações

Sondagem Vesical de Demora

A sondagem vesical serve para o esvaziamento da bexiga proporcionando conforto imediato para pacientes com disfunção na eliminação da urina. A sondagem vesical pode ser usada para duas finalidades: a Sondagem Vesicalde Alívio, utilizada para esvaziamento imediato da bexiga sem a permanência da sonda, que após o procedimento é retirada; e a Sondagem Vesical de Demora, que é instalada edeixada pelo tempo estipulado pela equipe médica conforme a abordagem terapêutica adotada.


Sonda Vesical de Demora

A Sondagem Vesical de Demora é um procedimento invasivo que deve ser prescrito dentro de uma estratégia terapêutica ou em casos especiais de problemas renais diagnosticados. Como todo procedimento invasivo, é indispensável a prescrição da equipe médica para a realização da Sondagem Vesical de Demora.

Na sondagem vesical de demora deve-se observar:

Nunca tracionar a sonda, ela pode sair de posição dentro da bexiga trazendo risco de lesionar a uretra e ocorrer extravazamento da urina pela uretra, podendo ocorrer complicações no tratamento.

Alternar o lado de fixação da bolsa coletora para evitar lesão no meato urinário (entrada da uretra) e a pele onde a sonda se apoia. Deve-se alternar a posição da bolsa no momento da higienização, procurando não exceder 6h à 8h contínuas para cada lado.

Não deixar a bolsa coletora da sondagem vesical de demora em contato direto com o piso/chão. Isso proporciona alto risco de contaminação podendo desencadear infecção do trato urinário.

Nunca elevar a bolsa coletora acima da linha média da cintura do paciente. NUNCA promover o refluxo da urina, depositada no trajeto do extensor que liga a bolsa coletora a sonda, pois seu retorno para o interior da bexiga pode causar infecção do trato urinário.

Na drenagem da bolsa observar sempre o aspecto (cor, viscosidade e cheiro) e o volume da urina depositada/excretada.

Como alternativa ao uso da bolsa coletora tradicional, ou da bolsa de perna, a Equipe Enfermagem tem utilizado com sucesso o dispositivo chamado UROSTOP©. Ele estanca a urina como uma válvula. É colocado na ponta do extensor, no lugar da bolsa coletora, e proporciona que o paciente preserve o reflexo de micção, pois não permite que a bexiga esteja sempre vazia. Pode ser utilizado para pacientes que não necessitem manter a bexiga sempre vazia (problemas de próstata, por exemplo), ou ainda quando o paciente estiver apto à retirar a sonda, serve para recompor o estímulo da micção, alguns dias antes da remoção da sonda.

Propaganda Google:
Propaganda Google:
 
Propaganda Google: